• Inicio
  • |
  • Orgânico
  • |
  • Associação adquire de produtores impactados pela pandemia e distribui mais de 32 toneladas de alimentos em MS

Associação adquire de produtores impactados pela pandemia e distribui mais de 32 toneladas de alimentos em MS

Em parceria com a Fundação Banco do Brasil, a Associação dos produtores orgânicos de Mato Grosso do Sul (APOMS) adquiriu mais de 32 toneladas de produtos dos agricultores que tiveram sua comercialização impactada pela pandemia, para compor cestas básicas entregues a famílias que se encontram em estado de vulnerabilidade social.

Foram atendidos com as 1.600 cestas, mais de 3.600 moradores dos municípios de Ivinhema, Glória de Dourados e Dourados onde foi atendida especificamente a comunidade indígena. Nestes municípios estão concentrados os produtores que fazem parte da Rede APOMS.

Os atos de entregas foram marcados pelo respeito às normas sanitárias de segurança, e entre os dias 15 de maio a 04 de junho, 36,7 toneladas de alimentos chegaram a mesa de pessoas necessitadas.

Olácio Mamoru Komori, Coordenador Administrativo e Financeiro da APOMS, explica que o projeto atingiu dois públicos que sem essa ação não teriam se encontrado. ‘De um lado o produtor com dificuldade de comercialização e de outro as famílias em estado de vulnerabilidade social” completou.

Tudo foi estudado para oferecer o melhor para as famílias, explicou Olácio: “A cesta básica contém alimentos que são essenciais para o nosso organismo, como os carboidratos que são a principal fonte de energia, como as farinhas, o arroz, pão e também a combinação do arroz e feijão, alimentos que, juntos, fornecem fibras, vitaminas do complexo B, Ferro, Potássio e Zinco. Também continham produtos de higiene e limpeza, vindos de parceiros”.

O coordenador comentou ainda que o empenho dos colaboradores da APOMS e parceiros, foi fundamental: “De forma especial, a APOMS se sente honrada e privilegiada pela consideração da parceria, e ressaltar que os resultados obtidos são de grande importância no histórico e na trajetória da associação”.

Fonte: SEMAGRO

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Rolar para cima