Revista VIDA RURAL - Orgulho de ser do campo
Home > Agricultura > Área plantada do milho 2ª safra segue estimada em 1,97 milhão de hectares em MS

Área plantada do milho 2ª safra segue estimada em 1,97 milhão de hectares em MS

Os dados do Boletim do Projeto SIGA/MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) reafirmou as previsões de chuvas para os próximos 15 dias – com mais intensidade principalmente na região oeste do Estado – e a de área plantada da lavoura do milho que em Mato Grosso do Sul continua estimada em 1,977 milhão de hectares.

Desenvolvido em parceria entre a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), a Federação de Agricultura e a Aprosoja o Projeto Siga informa no documento (veja aqui) que poderá haver uma redução na área plantada em aproximadamente 9,02%, em comparação aos dados da safra anterior (2018/2019), passando de 2,173 milhões para 1,977 milhão de hectares. O volume, segundo explicado, está sendo verificado pela equipe técnica.

Importante elemento na cadeia produtiva da carne, o milho encerrou a primeira quinzena de maio, com valorização de 3,86% em relação ao início do mês e segundo o levantamento já teve 36,80% da produção comercializada em Mato Grosso do Sul, considerando o mesmo período de safrinha do ano anterior.

O Projeto Siga é desenvolvido em parceria entre a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), a Federação de Agricultura e a Aprosoja.

De acordo com o secretário Jaime Verruck, da Semagro, a secretaria aguarda as estimativas de como deverá ficar a produtividade do grão em Mato Grosso do Sul. “O milho tem uma importância muito grande na cadeia das carnes no Estado. Havia expectativa de um desempenho recorde na produção, mas devido às condições climáticas, ela deve ficar abaixo do ano anterior”, finalizou.

Fonte: SEMAGRO

Artigos relacionados
Café: colheita de arábica se itensifica
Algodão: vendedor segue firme e indicador em alta
Milho: com diferentes condições de mercado, preços são distintos dentre as regiões


Deixar um comentário