Revista VIDA RURAL - Orgulho de ser do campo
Home > Mercado > China suspende exportações de cinco frigoríficos

China suspende exportações de cinco frigoríficos

No último sábado (4) a Administração Geral de Alfândegas chinesa (GACC) retirou dois abatedouros gaúchos de suínos da lista de plantas autorizadas a vender ao país, somando-se aos outros três frigoríficos de aves e bovinos já suspensos. São eles o da BRF de Lajeado e da Seara de Três Passos. As unidades se juntam às de bovinos, da Agra de Rondonópolis e da Marfrig de Várzea Grande, ambas em Mato Grosso e a de aves, na Minuano de Lajeado, também no Rio Grande do Sul.

O motivo será a contaminação dos abatedouros com casos de Covid-19 entre funcionários. Embora não existam evidências de que os alimentos possam transmitir o vírus, o país asiático aumentou o controle sobre as importações com o intuito de evitar uma segunda onda de contaminação da doença. Casos foram registrados recentemente em uma mercado de Pequim. 

Com a suspensão destas duas unidades o Brasil passou a contar com 14 frigoríficos de suínos autorizados a vender para os chineses. Também no sábado os chineses informaram que países como Argentina, Holanda, Itália e Reino Unido suspenderam voluntariamente as exportações de alguns frigoríficos.

Fonte: Agrolink

Artigos relacionados
Exportações brasileiras de carne bovina seguem registrando desempenho recorde
Mato Grosso do Sul quer ampliar vendas de grãos para o Irã
Aprosoja/MS dialoga com bolsa de Chicago e do Brasil para definições de contrato futuro


Deixar um comentário