Revista VIDA RURAL - Orgulho de ser do campo
Home > Abastecimento > Colheita do milho safrinha começa em MS e produção pode ficar 32% menor

Colheita do milho safrinha começa em MS e produção pode ficar 32% menor

Com produtividade estimada em pouco mais de 8,2 milhões de toneladas, cerca de 32% inferior ao ano passado começou a colheita da segunda safra de milho em algumas partes do Mato Grosso do Sul. A colheita ainda não a oficial que deve ter mais destaque na segunda quinzena de junho. Após alguns problemas climáticos e estiagem, principalmente na virada de abril e maio, o estado deve ter uma importante redução na produtividade do cereal.

Os dados foram repassados pelo gerente técnico do sistema Famasul, José Pádua, em entrevista ao Notícias Agrícolas, e apontam a safra de milho tem produtividade esperada de 70 sacas por hectare, contra 90 sacas da colheita do ano agrícola anterior. Apesar do recuo, o volume ainda está dentro das médias históricas do Estado, sendo que o resultado de 2019 de mais de 12,1 milhões de toneladas foi uma safrinha recorde.

Na área plantada a queda ficou em 12% com 1,97 milhão de hectares. O motivo foi a demora no plantio da soja que reduziu a melhor janela de cultivo para o cereal. Com isso, a expectativa é que o Mato Grosso colha 8,208 milhões de toneladas neste ano, contra as 12,157 de 2019, redução de 32,48%.

Mesmo com menor volume, a previsão do técnico é que os produtores sul-mato-grossense ainda devem ter um ano positivo para o milho, auxiliados pelos altos preços de mercado. As cotações da saca neste momento são R$ 20,00 maiores do que o registrado no mesmo período de 2019, o que estimulou a venda de 40% da produção (no passado eram 30% a esta altura).

Fonte: Rosana Siqueira, do Campo Grande News

Artigos relacionados
Mapeamento da soja em GO segue até março
Piscicultores poderão ser liberados do licenciamento ambiental
Mapa registra 67 defensivos agrícolas genéricos, incluindo biológicos


Deixar um comentário