Revista VIDA RURAL - Orgulho de ser do campo
Home > Agricultura > Hortifruti > Horticultores de Dourados (MS) aderem à venda por delivery

Horticultores de Dourados (MS) aderem à venda por delivery

Um novo nicho de negócio está inspirando horticultores da região de Dourados, região sul de Mato Grosso do Sul: a venda por delivery. A ideia, que nasceu a partir do fechamento de parques e suspensão de algumas feiras livres durante a pandemia, tem garantido a renda de várias famílias. Uma alternativa temporária que possivelmente veio para ficar!

A família do Adriano Soares Corin é um exemplo da visão de mercado em tempos de crise. Com o fechamento temporário do Parque dos Ipês, como medida de prevenção ao novo coronavírus, o negócio precisou se reinventar. Foi então que a Ana Cleide, esposa dele, decidiu aproveitar os contatos dos clientes, que ela salvava com frequência no celular, para oferecer os produtos diretamente ao cliente.

“Eu já tinha o hábito de salvar o contato dos clientes, e quando precisamos fechar a feira tivemos a ideia de trabalhar com o delivery. Começamos com poucas entregas, mas com o tempo um cliente indicou para o outro e agora o negócio está bombando”, comemora.

A ideia da venda por delivery também foi adotada pela família da Eliane Marques Xavier. No caso dela, as vendas são feitas diretamente pelo Instagram, onde os clientes optam por combos mensais, de acordo com a necessidade e o número de moradores na casa. “Tem sido muito interessante porque as pessoas realmente interagem. É uma forma diferente de oferecer nosso produto, sempre com muito bom-humor e alegria”, garante ela.

Ana Cleide levou o negócio da família da horta diretamente para a mesa do consumidor (Fotos: Rubens Moreira Neto)

Tendência nacional

Ana Cleide e Eliane não estão sozinhas. A procura por alimentos mais saudáveis e a busca por serviços personalizados são uma tendência do mercado.  Além disso, em tempos de crise na saúde mundial, há maior preocupação com a alimentação saudável e, melhor ainda, se essa tiver baixo impacto ambiental.

Entre Frutas e Verduras: página no Instagram encontrou um novo nicho com a divulgação e venda de hortifruti

No Brasil, o mercado de entregas em domicílio movimentou R$ 9 bilhões no ano passado, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Os números dão ideia da demanda da população pelos serviços que entregam em casa. A expectativa da entidade é de que neste ano o setor avance na ordem de 7,5%.

Artigos relacionados
Banana: cotação da prata se estabiliza no norte de MG
Semagro quer aprimorar usina de processamento de resíduos orgânicos da Ceasa
Boletim aponta variação de preços das frutas em novembro


Deixar um comentário